Header Ads

Entrevista com Thomas Holt


Olá, jogadores! Estamos felizes em trazer aqui no Toca do Pip nossa primeira entrevista, e com ninguém menos que Thomas Holt, o Diretor de Arte do Paladins! Fizemos algumas perguntas interessantes, e ele respondeu muito bem, com até mesmo alguns spoilers do que está por vir no game. Vamos conferir essa pequena entrevista informal!

Entrevista com Thomas Holt, o Diretor de Arte do Paladins


  • TDP - Você poderia fazer um resumo sobre sua história como Diretor de Arte do Paladins?
    • TH - Eu originalmente entrei na Hi-Rez trabalhando no SMITE. Naquela época Paladins ainda estava apenas começando com uma pequenina equipe de protótipo. No início eu comecei a dividir meu tempo entre os jogos, e eventualmente, conforme a equipe de Paladins crescia e o foco começava a mudar para a parte de arte, eu troquei para ele em tempo integral. Como Diretor de Arte, tive a sorte de ajudar a construir a forte equipe artística que Paladins tem hoje e ajudar a unificar a visão para o projeto conforme continuamos a buscar mais qualidade visual.
  • TDP - Como está na descrição na Steam, Paladins é um mundo de fantasia com tecnologia ancestral. É difícil reunir esses dois elementos ao idealizar novos mapas e campeões?
    • TH - É difícil, mas uma das coisas mais emocionantes ao trabalhar no Paladins é o mundo de fantasia e campeões surpreendentes que chegamos a desenvolver. Temos um universo incrível e único, cheio de criaturas e personagens mágicos e fantásticos. Descobrir como interpretar elementos clássicos de jogos de tiro e mecânicas nesse mundo de fantasia tem sido ao mesmo tempo desafiador e muito gratificante.
  • TDP - Como você sente quando algo está pronto para ser implementado? Você tem um cronograma, e, se sim, o altera de acordo com o feedback da comunidade?
    • TH - Como artista, esse momento em que finalmente podemos compartilhar nosso trabalho com a comunidade é o meu momento de desenvolvimento favorito. Para entregar a grande quantidade de conteúdo e recursos (atualizações a cada 2 semanas) que estamos consistentemente adicionado ao jogo precisamos de um monte de coordenação e planejamento. O cronograma de atualizações nos permite constantemente almejar melhorias e fazer Paladins crescer. Como um jogo focado na comunidade, estamos constantemente olhando para o feedback dos jogadores, inspirações, e entradas que usamos para priorizar nossos esforços e moldar os planos para atualizações futuras.
  • TDP - Sabemos que os campeões de Paladins não possuem "países", mas são claramente influenciados por culturas reais. Alguns dos jogadores brasileiros acham que a Inara pode ser "brasileira" devido ao seu nome e design. É verdade?
    • TH - Uma das coisas animadoras de Paladins ser localizado em um mundo de fantasia é que nós não somos limitados estritamente aos locais do mundo real e podemos tentar evitar os típicos estereótipos e generalizações muitas vezes ligados à criação de um elenco global de personagens do "mundo real". Ele nos permite usar referências e nos inspirar em vários países e culturas como influências de design para cada um de nossos mapas e campeões. Então enquanto o Brasil (ou qualquer outro país) pode não ter apenas um específico campeão de Paladins que é espremido em um típico personagem estereotipado, a nossa esperança é que jogadores do mundo inteiro possam ver sua própria cultura e arte refletida como uma influência em muitos de nossos campeões e mapas.
  • TDP - E, como última pergunta, algo que os jogadores mais curiosos gostariam de saber: quando veremos o verdadeiro rosto do Androxus (ou a máscara já é o "rosto real")?
    • TH - Androxus tem um rosto. No futuro, conforme revelamos mais sobre a sua história passada e o "porquê" de ele usar a máscara, acho que vamos precisar revelá-lo.

Apenas uma fanart minha de como imagino o rosto do Androxus
Isso é tudo, galera! Essa foi uma entrevista informal, realizada pelo Twitter, portanto não tive a oportunidade de "rebater" as perguntas, mas espero que tenham gostado e que algumas coisas tenham sido esclarecidas! Estão ansiosos para saber o porquê do Androxus usar a máscara? E sobre as referências à países, quais personagens vocês acham que foram influenciados por culturas reais, e quais culturas? Comente sua opinião!

-JuliaCS